Excesso de calor de data center é usado para aquecer casas na Noruega

Excesso de calor de data center é usado para aquecer casas na Noruega

Reutilizar e reciclar são temas que estão cada vez mais importantes para os países. Pensando nisso, a empresa de data center DigiPlex se juntou à fornecedora de aquecimento Fortum Oslo Varme e transmitiram o excesso de calor dos centros de dados para casas.

De acordo com as empresas, o acordo contribui para uma nova produção de aquecimento urbano. A energia gerada corresponde à necessidade de cerca de cinco mil apartamentos em Oslo, na Noruega.

O novo sistema deve ser implantado até agosto de 2019. Segundo o diretor-gerente da Fortum Oslo Varme, Eirik F. Tandberg, esse acordo de aquecimento beneficia tanto o ambiente quanto a população da cidade. “Temos um impacto maior na mudança climática se esses processos forem iniciados em um data center operado com energia renovável e o calor não se perde na atmosfera”, conclui Tandberg.

O aquecimento urbano corresponde por aproximadamente 20% da demanda de calor de Oslo. A expectativa é que o número aumente com o crescimento da atividade de construção da cidade e com a proibição do uso de combustível fóssil para calefação.

Fonte: DataCentre News

Gostou desta notícia, compartilhe!

Cadastre-se na nossa newsletter