Cisco Systems apresenta estudo global sobre preparação digital dos países

Cisco Systems apresenta estudo global sobre preparação digital dos países

A pesquisa “Cisco Digital Readiness Index” mediu a preparação digital de 118 países, sendo 19 da América Latina. O estudo foi realizado em conjunto com o Gartner Research a partir de componentes como estrutura tecnológica, capital humano, necessidades básicas e investimento governamental e empresarial.

Os países da América Latina estão em um estágio entre a preparação digital básica e intermediária chamada Acelerar, que inclui os países que devem continuar investindo no desenvolvimento do capital humano para aumentar o ritmo e o alcance da tecnologia digital. Na colocação da América Latinha, o Brasil está em décimo.

O valor de preparação digital foi calculado com base em sete componentes fundamentais para criar um ambiente com oportunidades econômicas:

Infraestrutura tecnológica: telefonia fixa e assinaturas de banda larga; servidores de internet, serviços de rede, gastos estimados em TI;

Adoção de tecnologia: difusão de dispositivos móveis, uso da internet, serviços em nuvem (estimativa de gastos com TI);

Capital humano: força de trabalho total, taxa de educação de adultos, índice de escolaridade (anos de estudo), população prospectiva da futura força de trabalho (de 0 a 14 anos);

Necessidades básicas: esperança de vida, taxa de mortalidade (abaixo dos 5 anos), acesso à eletricidade;

Facilidade de fazer negócios: estado de direito e ambiente regulatório, logística e infraestrutura, serviços;

Investimento governamental e empresarial: investimento estrangeiro direto, exportação de alta tecnologia, sucesso do governo na promoção de TI;

Empreendedorismo: força dos direitos legais, tempo necessário para iniciar um negócio, disponibilidade de capital.

América Latina e Brasil

Segundo o estudo, a média da América Latina foi de 11,78. A média global de preparação digital é 11,96. Neste cenário, o Brasil obteve uma média geral 11,80.

O país tem a melhor colocação da América Latina em investimento governamental e empresarial e está bem colocado na adoção de tecnologia e infraestrutura tecnológica, sendo 7º e 5º na América Latina, respectivamente. O Brasil ocupa a oitava posição na região em empreendedorismo, mas apenas o 17º lugar em facilidade para se fazer negócios. Com relação ao capital humano, o país é o 13º na região.

Fonte: Datacenter Dynamics

Gostou desta notícia, compartilhe!

Cadastre-se na nossa newsletter